No

cias

Notícias

9 dicas para tornar suas músicas mais atraentes no YouTube
Publicado em 17/08/2021

Gerente de negócios para a música do YT na América Latina ensina passos fáceis para tirar o melhor da plataforma

Por Isaque Criscuolo, de São Paulo

As plataformas de streaming não se tornaram só o principal canal de consumo de músicas no mundo; elas também ditam tendências e apontam para os caminhos da produção e da composição. A principal delas, o YouTube, tem um alcance de estratosféricos 2,3 bilhões de usuários mensais mundialmente – além de 83 milhões de usuários ativos e frequentes no Brasil. E, ao engajar e promover interação constante entre sua audiência, virou peça central nas estratégias de divulgação de artistas da música. 

Mas, como tornar um vídeo musical ou a audição de um lançamento mais atrativos em meio ao mar de publicações diárias do YouTube?

É o que nos responde Natalia Julio, gerente de desenvolvimento de negócios para música do YouTube na América Latina. Conversamos com ela e, a seguir, apresentamos 9 dicas. Confira. 

  1. Manter sempre bem etiquetado e organizado o tipo de conteúdo que publicará no seu canal (lyric videos, coreografias, áudios, videoclipes etc.) é o básico para ganhar relevância entre seus fãs. Importante destacar o conteúdo na home e em listas, facilitando a descoberta do usuário. Pense em diferentes playlists nas quais um conteúdo poderia estar. Por exemplo: Clipes Oficiais, Lançamentos Recentes, Parcerias (com outros artistas), Entrevistas, Making of etc. Tudo isso ajuda o algoritmo da plataforma a apresentar seu material de uma forma mais precisa nas buscas e como conteúdo extra em outros vídeos – o que, claro, se traduz em mais cliques.
  2. No caso de compositores, pode ser interessante montar uma playlist com suas composições na voz de outro(s) artista(s). Mesmo que os vídeos estejam em outro canal, é possível criar uma playlist e destacá-la na sua página inicial do YouTube, dando assim visibilidade ao seu próprio trabalho. Em vez de estar disperso, unicamente nos canais dos intérpretes, você terá uma espécie de portfólio musical do que compôs – o que tornará seu nome mais conhecido do público em geral.
  3. Lançou seu canal recentemente e ainda não sabe exatamente do que seu público gosta? Não tem problema testar diversos formatos; muitos criadores de sucesso tiveram um período de tentativa e erro! O importante é encontrar um tom autêntico para si e dar espaço à sua criatividade.
  4. Manter uma periodicidade de publicações é muito importante na hora de estabelecer sua base de fãs. Canais desatualizados e com poucas publicações não geram engajamento, o que, pelos critérios do algoritmo da plataforma, tornará suas publicações menos relevantes.
  5. É importante criar uma estratégia no momento de lançamento de um novo trabalho, mesmo que seja sua primeira vez. Pense na publicação do áudio, no vídeo da letra da música, na coreografia etc. Se o lançamento for prioritário, por exemplo um single, pode ser interessante criar diferentes conteúdos para ele (clipe, lyric video, remix se houver, vídeo de bastidores). Claro que tudo depende do objetivo de cada artista, mas diferentes conteúdos ajudam a fortalecer a narrativa do lançamento.
  6. Criar conteúdos "extras", como imagem de backstage, info de tour ou mesmo um encontro entre amigos. Pense em como ensinar seu fã a tocar a música, ou como foi o processo de composição. Isso aproxima o público, aumenta o engajamento e cria uma rotina para o fã voltar ao seu canal a fim de checar os conteúdos novos – leia-se: mais cliques e burburinho em torno dos seus lançamentos na plataforma.
  7. O YouTube agora conta com a ferramenta de Shorts, que permite a criação de vídeos curtos, de até 60 segundos, exatamente como já ocorria em plataformas como TikTok e Instagram. É o formato favorito do público de até 20 e poucos anos; portanto, quase obrigatório apostar nos Shorts se sua audiência prioritária é jovem. Basta usar um smartphone e a câmera do Shorts no app YouTube. Pense em quais conteúdos neste formato seriam interessantes para seu público – humor, uma edição surpreendente e uma boa história contada resumidamente são irresistíveis e aumentam o engajamento do seu canal.
  8. Utilizar todas as ferramentas de engajamento e compartilhamento de conteúdos que o YouTube oferece. Uma das principais é Comunidade - por meio de publicações na tab "comunidade", o artista pode fazer perguntas ao público, publicar seus vídeos novos e colaborações de que participou, tudo isso com os fãs sendo notificados das novidades. Além disso, mantenha sempre a conversa e responda aos fãs. Criar engajamento é a melhor maneira de que a plataforma entenda que você gera buzz e é relevante – o que se traduzirá em mais acessos, mais compartilhamentos e, em consequência, o alcance de outros públicos que não os seus fãs mais cativos.
  9. Além disso, o YouTube disponibiliza a Escola de Criadores de Conteúdo, onde os usuários podem encontrar cursos on-line gratuitos sobre a plataforma. Lá você pode entender melhor também sobre como funcionam os direitos autorais, um tema sobre o qual já falamos várias vezes aqui no site

LEIA MAIS: A monetização com vídeos no YouTube, explicada

LEIA MAIS: YouTube estreia ferramenta para excluir trechos sob disputa

LEIA MAIS: Estratégias para profissionais da música nas plataformas online: YouTube
 


 

 



Voltar