No

cias

Notícias

Conheça a história da dupla Conrado e Aleksandro
Publicado em 09/05/2022

Imagem da notícia

Interrompida por grave acidente, que acabou com a fatal morte do cantor Aleksandro, a dupla cantava junta há três anos 

Do Rio

No último sábado (7), uma fatalidade deixou o mundo da música novamente de luto. Um acidente com o ônibus que levava a dupla sertaneja Conrado e Aleksandro e equipe, na rodovia Régis Bittencourt, na altura de Miracatu, no interior de São Paulo, acabou causando a morte de seis pessoas. Entre os mortos, estão o vocalista Aleksandro e o guitarrista Wisley Novaes. As identidades das outras vítimas ainda não foram reveladas. Com uma trajetória de sucesso, os sertanejos não pensavam em parar e estavam a caminho de mais um show, em São Paulo. Conheça mais sobre a história de Conrado e Aleksandro

Com 34 anos de idade, Luiz Aleksandro Talhari Correia formou a dupla em 2003, na época com outro cantor, Conrado Bueno, na cidade de Dourados, no Mato Grosso do Sul. Desde então, lançou oito álbuns. Com o primeiro parceiro de dupla, o sertanejo fez o lançamento do seu primeiro CD em 2009, intitulado “Anjo Querido”. Nos primeiros 10 anos de carreira, Conrado e Aleksandro lançaram mais seis álbuns: “Tour Ao Vivo“ (2010), Plano B (2012), “Ao Vivo em Maringá“ (2013), “Lobos“ (2014), “Ao Vivo em Curitiba“ (2016) e “Vivendo da Arte“ (2018). 

A primeira formação estourou em 2009, quando lançou seu terceiro CD com a faixa “Certos Detalhes”, em parceria com o cantor Luan Santana.

Oito anos depois, a dupla lançou um de seus maiores sucessos, "Põe no 120", que foi uma das músicas mais tocadas nos rodeios de Barretos, cidade referência nas festas de peões de boiadeiro.

Os dois se separaram em 2019, e Aleksandro formou uma nova dupla com o cantor João Vitor Soares, que assumiu o lugar de Conrado. Em 2020, eles lançaram o álbum “Ao Vivo em Londrina”. A dupla já somava mais de um milhão de visualizações no YouTube com o sucesso “Tereré e Narguilé”. O projeto ainda conta com outras músicas inéditas e inclui regravações, como “Vidas Divididas” e “Põe no 120”.

O lançamento mais recente dos sertanejos foi a canção “Efeito Borboleta”, de abril deste ano, cujo clipe tem mais de 1,5 milhão de visualizações no YouTube. Na mesma plataforma, a dupla tem quase 600 mil inscritos e acumula mais de 285 milhões de visualizações em seus vídeos. Um dos mais vistos é a apresentação de “Tô Bebendo de Torneira”, com a dupla Bruno e Barretto, que ultrapassa a marca de 21 milhões de views. Na plataforma de músicas Spotify, o hit “Bão Com Força” acumula mais de seis milhões de acessos e é uma das músicas da dupla mais ouvidas, junto com “Tô Bebendo de Torneira – Ao Vivo” (7,3 milhões), “Põe no 120 – Ao Vivo” (5,9 milhões), “Camionete Inteira” (5,6 milhões) e “Só Se For Gelada” (3,4 milhões). Atualmente, a dupla tem cerca de 530 mil ouvintes mensais e mais de meio milhão de seguidores no Instagram.

Comemorando a volta dos shows, Conrado e Aleksandro realizaram shows nos estados de São Paulo e Paraná, neste mês. Na última sexta-feira (6), se apresentaram em Tijucas do Sul (PR), e neste sábado (7) fariam um show em São Pedro, no interior de São Paulo.


Foto: Divulgação

Integrante da dupla sertaneja desde o início, Aleksandro deixa seu legado na música nas suas 144 obras e seus 360 fonogramas cadastrados.
 

LEIA MAIS: A indústria musical diz a Elon Musk: pague direitos autorais no Twitter

LEIA MAIS: Queernejo: representatividade e inclusão no sertanejo












 


 

 



Voltar